por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Lula: ‘Durmo toda noite tranquilo’

Vera Magalhães

A página do deputado Paulo Pimenta (PT-RS) transmite ao vivo a entrevista de Lula ao El País e à Folha. Em tom de palanque, exaltado e dando tapas ou soquinhos na mesa, Lula repete a inocência, diz que havia no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC quem defendesse que ele não se entregasse à Polícia Federal em 2018, mas que foi ele que preferiu. “Falei: vou até eles porque quero ficar preso perto do Moro”, afirmou, emendando que Moro “foi embora” depois.

“Durmo toda noite tranquilo, e sei que o Dallagnol e o Moro não dormem com a cabeça tranquila”, afirmou. Ele chamou o coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, de “mentiroso” e afirmou que se preocupa com o povo brasileiro, porque ele poderia lutar, “e o povo nem sempre pode”. / V.M.