Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Lula pede para esquerda construir narrativa comum nas redes

Equipe BR Político

O ex-presidente Lula parece divergir de parte da esquerda que se engalfinha nas redes sociais em busca de quem é mais culpado pela ascensão do presidente Jair Bolsonaro à Presidência. O petista, em entrevista nesta quinta, 24, ao jornal Brasil de Fato, afirmou que já passou da hora de a esquerda se unir em torno de uma narrativa comum a ser propagada nas redes digitais para recuperar a força e o espaço políticos perdidos. “Acho que às vezes a gente tem muitos discursos diferenciados e não encontra uma narrativa única para o povo se dar conta do que está ocorrendo no Brasil”, disse, alertando que se cada um construir sua própria narrativa, será uma “torre de Babel”. Ele insistiu que é preciso “unificar procedimentos nossos” para que a sociedade tenha dimensão “do potencial que nós temos”.

Em outra parte da entrevista, em que as fake news eram abordadas, Lula tenta teorizar sobre os motivos que fizeram o PT não reagir diante da disseminação de notícias difamatórias sobre a esquerda e o partido. “O PT foi atacado durante uma década e pouco reagiu. As pessoas estavam não sei se com medo ou assustadas. Virou uma coisa de pensamento único contra nós. Na hora que você começa a reagir, o outro lado vê que tem uma disputa ali (…) Por que nós perdemos as eleições? Por ene razões, tinha gente nossa desgostosa. Nós não fomos para cima até agora”, alertou.

 

Tudo o que sabemos sobre:

ex-presidente Lula