Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Macron e Piñera são flagrados criticando Bolsonaro

Equipe BR Político

A troca de farpas entre o presidente Jair Bolsonaro e o chefe de Estado francês, Emmanuel Macron, rendeu burburinhos na reunião do G-7. Uma câmera do canal CNews, que mostrava os bastidores do encontro, flagrou o francês desabafando sobre a situação com o presidente do Chile, Sebástian Piñera, aliado de Bolsonaro na América Latina.

O presidente chileno Sebastián Piñera e o presidente francês Emmanuel Macron criticam Jair Bolsonaro durante a cúpula do G-7

O presidente chileno Sebastián Piñera e o presidente francês Emmanuel Macron durante a cúpula do G-7. Foto: CNews/Reprodução

Além dos comentários sobre a primeira-dama da França, Brigitte Macron, o presidente francês também se mostrou irritado por Bolsonaro ter cancelado uma reunião com  seu ministro das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, e em seguida ter postado uma live em seu Facebook cortando o cabelo. “Você sabe o que ele fez quando meu ministro foi para lá (Brasil)? Ele deveria recebê-lo, mas cancelou o encontro no último minuto para cortar o cabelo. E filmou a si mesmo”, comenta Macron. “Desculpe, mas isso não é a atitude de um presidente”. Assista ao momento no vídeo abaixo, a partir de 16:07.

Na filmagem, é o presidente chileno quem inicia a conversa, mostrando indignação com relação aos comentários do presidente brasileiro a respeito da primeira-dama da França. “Claro, eu tive que reagir. Eu queria ser muito pacífico, ser construtivo e respeitar a soberania (do Brasil), mas eu não pude aceitar isso”, pondera o francês. “Eu concordo”, diz Piñera.

Até a última semana, o líder do Chile, que esteve recentemente no Brasil, havia demonstrado apoio a Bolsonaro durante a crise internacional a respeito da Amazônia. Porém, após os ataques de Bolsonaro à ex-presidente chilena, Michelle Bachellet, Piñera sofreu pressão interna para condenar a fala do líder brasileiro.