Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Macron fala em regras internacionais para Amazônia

Equipe BR Político

Dias após chamar a Amazônia de “nossa” e liderar o movimento do G-7 pela liberação de R$ 87 milhões ao Brasil para apagar incêndios na região amazônica, o presidente da França, Emmanuel Macron, defendeu nesta segunda, 26, a criação de um estatuto internacional para o bioma, informa o Estadão. “Associações, ONGs e também certos atores jurídicos internacionais levantaram a questão de saber se é possível definir um estatuto internacional da Amazônia. Não é o caso de nossa iniciativa, hoje, mas é um verdadeiro caso que se coloca se um Estado soberano tomasse de maneira clara e concreta medidas que se opõem ao interesse de todo o planeta. Há todo um trabalho jurídico e político a ser feito. Mas creio poder dizer que as conversas que o presidente Sebastián Piñera (Chile) teve com o presidente Jair Bolsonaro não vão nesse sentido. Acredito que ele tem consciência dessa importância. Em todo caso, tenho essa esperança. Mas é um tema que permanece em aberto e continuará a prosperar nos próximos meses e anos. A importância é tão grande no plano climático que não se pode dizer que “é apenas o meu problema.” O Estado francês é vizinho do Brasil por meio de seu território ultramarino, a Guiana Francesa.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.

Tudo o que sabemos sobre:

FrançaEmmanuel MacronAmazônia