Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Macron prorroga quarentena na França até maio

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Nesta segunda-feira, 13, o presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou que a prorrogação do isolamento social no país até o dia 11 de maio. A França está em quarentena por conta da pandemia do coronavírus desde 16 de março. O anúncio do presidente vem  na esteira da Organização Mundial da Saúde (OMS) reforçar quais critérios deverão ser analisados para que o país suspenda o isolamento.

França está em quarentena por conta da pandemia do coronavírus desde 16 de março

França está em quarentena por conta da pandemia do coronavírus desde 16 de março Foto: Thomas Samson/AFP

Segundo Macron, dia 11 será o primeiro dia da transição, marcando a reabertura progressiva de escolas e creches. As aulas do ensino superior só serão retomadas no verão francês, em julho. Além dos passos para a reabertura do país, o presidente tratou das questões econômicas.

O governo francês vai trabalhar em um plano econômico para ajudar os setores mais afetados pela crise do coronavírus: turismo, hotelaria e entretenimento. Governo também oferecerá ajuda às famílias mais carentes, aos estudantes e as empresas de seguro deverão trabalhar em prol dos negócios franceses.

Segundo levantamento da Johns Hopkins, a França tem 137.875 casos confirmados no momento e contabiliza 14.986 mortes. Mas antes das medidas de reabertura do país, Macron, assim como orientou a OMS, garantiu que o país precisa reforçar os testes para covid-19.