Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Maia bravo com obstrução por PEC da 2ª instância

Gustavo Zucchi

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não gostou nada de ver o Podemos e o Novo cumprirem a promessa de obstruir as votações no plenário até que a PEC que trata da possibilidade de prisão após condenação em segunda instância seja pautada. Ao se deparar com obstrução nos dois partidos e insistentes pedidos para permitir que a Comissão de Constituição e Justiça continuasse a sessão para votar o projeto, Maia apontou o absurdo da estratégia das siglas. “Mesmo que se vote hoje, a PEC não chegará ao plenário antes de 12, 13 sessões. Obstruir é acabar com o ano da Câmara”, disse Maia. A reclamação do presidente da Casa não adiantou: Podemos e Novo continuam votando obstrução em todas as votações feitas na noite deste terça-feira, 19.

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo Maiasegunda instância