Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Maia classifica como ‘inaceitável’ manifestação contra o Supremo

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), classificou como “inaceitável” a manifestação de sábado à noite, com tochas e cânticos de guerra, contra o Supremo Tribunal Federal. “Grave. É um grupo minoritário, racista. É inaceitável um evento desse. O que eles querem? Intimidar o Supremo? As instituições não podem e não devem aceitar o que está acontecendo. Os limites são dados pela nossa Constituição”, disse em entrevista ao Uol.

'Inaceitável', diz o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, sobre protestos contra o STF

‘Inaceitável’, diz o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, sobre protestos contra o STF Foto: Dida Sampaio/Estadão

No sábado à noite, o movimento “300 pelo Brasil” reuniu algumas dezenas de pessoas para uma manifestação contra o STF, o ministro Alexandre de Moraes e o inquérito que apura a divulgação de fake news. Nas redes sociais, foi apontada a semelhança estética do ato com protestos de supremacistas brancos nos EUA e de movimentos fascistas na Europa durante os anos de 1930. “A sociedade majoritariamente rechaça qualquer ameaça à democracia. Não vejo nas forças armadas qualquer respaldo a esses movimentos políticos”, completou Maia.

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo MaiaSTFatos300 pelo Brasil