Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Maia volta a ser alvo na rede após criticar Moro

Equipe BR Político

A senadora Selma Arruda (Podemos-MT) e o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) usaram suas contas no Twitter para defender Sergio Moro, após declaração do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) de que o ministro da Justiça “tenta acuar instituições democráticas do País”.

A senadora Selma Arruda (PSL-MT) e o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ)

Selma Arruda e Carlos Bolsonaro. Fotos: Roque de Sá/Agência Senado e Dida Sampaio/Estadão

Conhecida como “Moro de saias”, a juíza Selma escreveu que Moro só quer que o Congresso cumpra seu papel. “Quem tem medo de aprovar o Projeto Anticrime está é tentando proteger seu próprio futuro”, publicou a parlamentar. Maia criticou a insistência do ministro em tentar aprovar a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância via projeto de lei, não por meio de uma PEC.

Já Carlos Bolsonaro usou a situação para cobrar críticas a Maia das mesmas pessoas que defenderam Moro diante de “ataques imaginários” do pai. O ministro e Jair Bolsonaro passaram por desgastes ligados ao destino do Coaf e ao comando da Polícia Federal.

Após encontro no fim de agosto, os dois se acertaram, mas permanece, no Legislativo, a falta de articulação do Executivo para aprovar o pacote anticrime, principal pauta da Justiça e Segurança Pública. Em meio a isso, na semana passada, o governo federal lançou uma campanha a favor do projeto, que tramita na Câmara. Como você viu aqui no BRP, a campanha não agradou alguns deputados do grupo de trabalho que analisa o pacote.