Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Maia: ‘Derrubada de veto sobre BPC foi equivocada’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou na tarde desta quarta-feira, 11, que a derrubada do veto do presidente Jair Bolsonaro à ampliação da concessão do Benefício de Prestação Continuada (BPC) foi “sinalização equivocada” do Congresso. O movimento representa uma derrota para o governo e aperta o Orçamento. Segundo o deputado, a investida dos parlamentares traz mais instabilidade.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia Foto: Adriano Machado/Reuters

Maia afirmou que trabalhou pela manutenção do veto. “Impacto é grande. Não fica restrito a 2020, tem consequência futura. Mais atrapalha que ajuda”, disse. Como você leu no BRP, o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, afirmou depois da notícia, que a derrubada do veto na prática inviabiliza que se cumpra o teto de gastos constitucional já em 2021. O presidente da Câmara, no entanto, amenizou o discurso de Mansueto. “Nada é o fim do mundo”, disse sobre a fala do secretário.

O presidente da Câmara também disse que não vê ligação entre a derrubada do veto e a aprovação dos PLNs do Orçamento. “Não acho que tem ligação, pois a derrubada desse veto restringe a execução orçamentária”, afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo MaiaBpcvetoCongresso