Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Maia diz que Bolsonaro sabe que ‘no meio da guerra’, não se muda ‘general’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Apesar da crise entre o Planalto e o Ministério da Saúde, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acredita na manutenção do ministro Luiz Henrique Mandetta na pasta. “O Bolsonaro é um cara que gosta de fazer frases e mandar recados, mas foi ele quem nomeou o Mandetta e conhecia as suas qualidades. Ele disse que, na guerra, de forma nenhuma ia mandar embora o ministro. Fico com essa frase para crer na manutenção do Mandetta”, afirmou o deputado, em entrevista ao programa do Datena, para Rádio Bandeirantes, nesta sexta-feira, 10.

Na avaliação de Maia, como Bolsonaro veio das forças armadas, ele sabe que “no meio da guerra, mudar o general quatro estrelas não é o melhor momento”, porque teria que mudar toda a estrutura e isso levaria entre dois e três meses. O presidente da Câmara vê sinais de melhora no relacionamento entre os dois, e espera que os problemas de relacionamento sejam resolvidos em outro momento, priorizando a solução para a crise do coronavírus.