Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Maia diz que crise do PSL não afeta reformas

Equipe BR Político

Em dez meses de governo Bolsonaro e oito de tramitação da reforma da Previdência no Congresso, são incontáveis as vezes em que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se manifestou sobre o perigo de interferência das crises produzidas pelo governo em relação à tramitação da reforma.

Desta vez, sobre a guerra interna no PSL, partido do presidente Bolsonaro, Maia disse acreditar que os problemas internos da sigla não vão afetar a capacidade de aprovação das reformas. “Não (afeta) porque você tem base majoritária na Câmara que quer modernizar e reformar o Estado brasileiro, independente se o governo tem ou não base”, disse.

Maia afirmou ainda que a disputa pela liderança do PSL na Casa “não é um problema do presidente da Câmara”. Hoje mais cedo, o deputado Delegado Waldir (PSL-GO), até então líder da bancada, admitiu a derrota para Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente e que assume o posto.

“Se eles vão continuar disputando liderança ou não, é um problema do PSL. Nós continuamos com nossa agenda de modernizar a Câmara, o Estado brasileiro”, afirmou Maia.

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo MaiaCrisePSLReformas