Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Maia indica que vai ‘engavetar’ teto para juros do cartão de crédito

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não deve levar ao plenário o projeto de lei aprovado na última quinta-feira no Senado que estabelece o teto de 30% de juros ao ano no cartão de crédito e no cheque especial. Maia justificou que isso poderá encarecer outras linhas de crédito oferecidas e que a solução deverá vir dos bancos.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia Foto: Michel Jesus/Câmar

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

“Os bancos têm que criar novos produtos no lugar do cartão de crédito e do cheque especial. Não dá mais para a sociedade pagar essas taxas de juros. Mas as soluções não são de intervenção no mercado financeiro. As soluções têm que vir dos próprios bancos, que precisam entender que vão abrir mão de uma receita. Da mesma forma que a sociedade não aceita mais pagar impostos, ela não aceita mais pagar os juros do cheque especial e do cartão de crédito”, disse Maia ao Estadão. 

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo Maia