Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Maia insiste no gás de cozinha

Equipe BR Político

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, vê uma folga de R$ 13 bilhões no limite do teto de gastos de 2018 e defende que esse dinheiro pode ser usado, entre outras despesas, para subsidiar o valor do gás de cozinha.

Como relata o Estadão, a equipe econômica do governo calcula uma sobre bem menor, de R$ 500 milhões, para que os gastos de 2018 não cresçam acima da inflação.

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo Maiacrise dos combustíveis