Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Maia na torcida por mais ‘debandada’ na pasta de Guedes

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, em campanha pela manutenção do teto de gastos, torce por mais debandada no Ministério da Economia daqueles favoráveis ao aumento do gasto público no momento em que o presidente Jair Bolsonaro já colocou sua campanha de reeleição nas ruas. “Tem alguns que estão dizendo que vão sair, que eu não vou citar nomes, mas que seria bom para o ministro da Economia (Paulo Guedes) perder ou ter a debandada de alguns que não estão ajudando muito”, disse Maia nesta quinta, 13.

Paulo Guedes aperta a mão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Foto: Gabriela Biló / Estadão

Dois dias atrás, os secretários de Guedes, Salim Mattar (Desestatização e Privatização) e Paulo Uebel (Desburocratização, Gestão e Governo Digital), pediram demissão, mas a primeira onda já atingira Marcos Cintra (Receita Federal), Mansueto de Almeida (Secretaria do Tesouro), Caio Megale (Diretoria de Programas da Secretaria Especial da Fazenda), Marcos Troyjo (Secretaria de Assuntos Internacionais) e Rubem Novaes (Banco do Brasil)

Maia fez elogios ao empresário fundador da Localiza, Mattar, que, segundo ele, é “um cara com um espírito público enorme”.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo MaiaSalim Mattardebandada