Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Maia: ‘Pelo menos até 2021, a Câmara não pautará aumento de impostos’

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

Em viagem oficial aos Estados Unidos, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mandou um claro e duro recado para o governo, avisando que não pautará nenhuma proposta que represente aumento de impostos até o fim da sua gestão no comando da Casa. O deputado presidirá a Câmara até janeiro de 2021. Maia fez o alerta depois de falar para investidores no Council of the Americas e pôs um freio na retomada das conversas de integrantes da equipe econômica nesse sentido.

Para Maia, “não haverá solução para o País aumentando impostos ou teto de gastos”. E afirmou que o desafio na agenda de recuperação econômica é o controle dos gastos públicos e a aprovação da reforma tributária.

“Estive hoje no Council of the Americas conversando com investidores brasileiros e estrangeiros sobre as pautas da Câmara e o que podemos votar nos próximos meses. Com a aprovação da Previdência, nosso desafio agora é controlar gastos públicos e aprovar uma reforma tributária. Não haverá solução para o País aumentando impostos ou aumentando o teto de gastos. Isso seria uma sinalização ruim de que deixaríamos as reformas para depois, para o próximo governo. Pelo menos até janeiro de 2021, a Câmara não pautará aumento de impostos”, afirmou Maia na sua conta do Instagram.

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo Maiaimpostos