Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Maia ‘renuncia’ ao papel de articulador

Equipe BR Político

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, adotou nova estratégia com relação à articulação política necessária à aprovação da reforma da Previdência. Fará o que estiver a seu alcance a favor da PEC, mas dentro do seu quadrado. Nesta segunda, 8, afirmou que se resignou ao seu papel institucional na tramitação do projeto, estando pronto para pautar a medida quando for a hora. “Agora, se o governo vai ganhar, você pergunta para o Onyx (Lorenzoni, ministro da Casa Civil)”, disse.

Maia alegou que os ataques que sofreu no mês passado davam a entender que ele queria se favorecer de alguma forma dessa articulação e, por isso, decidiu se afastar, informa o Broadcast Político. “Agora, estou mais fechado, porque me colocaram no meu papel (institucional)”, afirmou. “Não falo mais de prazo, nem de voto. Aliás falar disso, atrapalha o governo”, avaliou.

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo Maiaprevidência