Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Maia teme ‘ampliação da violência’ com decreto

Equipe BR Político

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mudou o tom nesta quinta, 9, contra o decreto de armas do presidente Jair Bolsonaro. Ele não só reforçou a possibilidade de inconstitucionalidade de algumas partes do texto, como também destacou a relação da flexibilização do porte de armamento com os índices de violência. “A gente precisa discutir a questão das armas, a gente não pode fazer uma interpretação excessiva e ampliar ainda mais a violência que existe no Brasil. Vamos avaliar junto com a nossa assessoria sobre o que pode ter sido usurpado e dar atenção a esse tema que tem mobilizado a sociedade brasileira nas últimas horas”, disse ele.

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo Maiadecreto das armas