Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Maia volta a responder Guedes: ‘Base do governo que impede votações’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Após a “trégua” estabelecida por Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Paulo Guedes, o presidente da Câmara voltou a responder às indagações do ministro da Economia sobre a pauta da Casa Legislativa. E aproveitou para reclamar da obstrução liderada por Arthur Lira (PP-AL), o líder do Centrão quer promete não deixar nada ser votado enquanto não ganhar a indicação para presidência da Comissão Mista de Orçamento (CMO).

“Quem obstrui a pauta é a base do governo. O ministro precisa resolver primeiro sua base para depois criticar qualquer outro parlamentar ou qualquer outro partido”, disse Maia. Guedes havia reforçado mais cedo que as privatizações não saem por causa de “acordos políticos”.

A obstrução de Lira também impede a votação de medidas provisórias do interesso do governo. “Se o governo não tem interesse nas medidas provisórias, eu não tenho o que fazer. Eu pauto, a base obstrui, eu cancelo a sessão”, explicou. “Tem acordo feito em fevereiro, um acordo feito por 14 ou 15 partidos. Tem o acordo, se não vai ser cumprido, difícil a CMO funcionar. Aí é um problema do governo, tem um acordo feito”, afirmou.

Maia diz que, caso a comissão que deveria deliberar sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e sobre a Lei Orçamentária Anual (LOA) não seja instalada, as pautas irão diretamente para o plenário do Congresso Nacional.