Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Maioria reprova fala de Bolsonaro sobre Santa Cruz

Vera Magalhães

As declarações recentes de Jair Bolsonaro que provocaram repercussão na imprensa, nas redes sociais e nos meios políticos dividem o público, mostra levantamento exclusivo do Ideia Big Data para o BR18: a defesa do uso de helicóptero da FAB por familiares para ir ao casamento do filho e a fala sobre as circunstâncias da morte do pai do presidente da OAB foram rechaçadas pela maioria dos ouvidos, mas a declaração segundo a qual Glenn Greenwald cometeu crimes ao divulgar produto de hackeamento e pode “pegar uma cana” recebeu aprovação dos entrevistados. (A Constituição assegura ao jornalista a divulgação de notícias de interesse público, ainda que obtidas a partir de meios ilegais).

A defesa do uso do helicóptero pelos parentes de Bolsonaro foi reprovada por 42% dos ouvidos, enquanto 36% concordaram com a justificativa do presidente de que não houve gasto extra e não poderia mandá-los de carro. Outros 22% não quiseram ou souberam opinar. Da mesma forma, 41% reprovaram as declarações de Bolsonaro insinuando saber como morreu Fernando Santa Cruz, pai do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz. Mas 33% concordaram com o presidente, e 26% não opinaram. A fala sobre a possibilidade de Greenwald ser preso teve adesão de 42%, que concordam que ele cometeu crime, contra 33% que discordam, e 25% que não se manifestaram. / Vera Magalhães

 

Tudo o que sabemos sobre:

Santa Cruz