por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Mais um tijolo no muro de Cabral

Luiza Pollo

O ex-governador do Rio de Janeiro virou réu pela 23ª vez na Lava Jato nesta sexta-feira, 20. O G1 relata que a denúncia da vez vem da Operação Pão Nosso, que envolve mais 24 réus.

Cabral é acusado de corrupção passiva por ter supostamente aceitado promessa de recebimento de R$ 1 milhão pelo então secretário da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária, César Rubens, e por Marcos Lips, sócio de Rubens e apontado como responsável pela entrega de dinheiro em espécie.

Tudo o que sabemos sobre:

Sérgio Cabral