Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Mais uma chance

Equipe BR Político

A viagem do presidente Jair Bolsonaro a Nova York, onde vai discursar na próxima terça-feira, 22, na Assembleia-Geral da ONU, pode ser uma oportunidade para o governo tentar recompor a imagem que passou ao mundo após agir de maneira controversa no último mês, em decorrência das queimadas na Amazônia.

É isso que a versão online do jornal econômico britânico Financial Times avalia neste domingo, 22.A publicação ressalta que a campanha de marketing “Brazil by Brasil” foi lançada na sexta-feira, quando começou a assembleia em Nova York. “Ela tem ecos nacionalistas e como alvo o público americano e europeu com mensagens na televisão e nos jornais, divulgando as regulamentações ambientais do Brasil e o papel do agronegócio na alimentação de uma grande fatia da população global”, avaliou o FT.

O texto recupera as acusações feitas por Bolsonaro contra as nações europeias que estariam violando a soberania do Brasil questionando sua tutela na Amazônia. “A retórica do presidente não ajuda em nada. De fato, isso atrapalha, mas os líderes europeus estão usando o Brasil para obter seus próprios ganhos políticos em casa”, disse um alto funcionário do governo Bolsonaro ao jornal.

Tudo o que sabemos sobre:

Jair Bolsonarogovernonova yorkONU