Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Mandetta diz que demissão deve ocorrer hoje ou amanhã

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que a sua demissão e substituição no Ministério da Saúde deve ocorrer ainda nesta quinta-feira, 16, ou “no mais tardar”, na sexta. O ministro, que tem sido fritado pelo presidente Jair Bolsonaro e falou, na coletiva da última quarta, já em tom de despedida, deixou claro que a troca no Ministério deve se concretizar. 

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e o presidente Jair Bolsonaro

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e o presidente Jair Bolsonaro Foto: Gabriela Biló/Estadão

A demora de Bolsonaro em anunciar a substituição do ministro se dá pela indefinição do nome que vai substituir Mandetta. O ministro disse que ele e sua equipe terão “todo o cuidado” para conduzir a troca de comando na Saúde. “Para amparar quem quer que seja que venha para cá. Não fazer movimento brusco… Eu sou peça menor dessa engrenagem”, disse ele. “O serviço continua.”

Em uma videoconferência sobre enfrentamento à covid-19, promovida pelo Fórum de Inovação em Saúde com especialistas e pessoas da indústria da saúde, Mandetta fez uma crítica à retórica usada pelos que diminuem a gravidade do vírus, inclusive o presidente, que já chamou repetidamente a doença de “gripezinha”. “Esse vírus não negocia com ninguém. Aqueles que não querem entender que ele é extremamente agressivo ao sistema de saúde acabam ficando presos a análises deles, do organismo individual das pessoas. Sendo que ele é muito mais letal ao sistema de saúde do que ao indivíduo.”