Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Manifestações podem mostrar divisão entre lavajatistas e bolsonaristas

Equipe BR Político

As manifestações previstas  para acontecer em 83 cidades brasileiras, neste domingo, podem deixar evidente a divisão, cada vez maior, entre os apoiadores do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e da Operação Lava Jato, e os seguidores de Jair Bolsonaro. A pauta dos protestos é baseada especialmente na rejeição da Lei do Abuso de Autoridade, aprovada pelo Congresso. Os lavajatistas defendem explicitamente e cobram o presidente para que vete integralmente a proposta por considerar que ela pode frear o combate à corrupção. Bolsonaro, porém, não deixou claro o que pretende fazer com a lei. Existe a dúvida se o presidente está disposto, realmente, a vetar o projeto e tem ficado claro o seu distanciamento de Moro a cada dia.

Existe um claro desconforto político hoje do presidente com o ministro da Justiça e com integrantes da Lava Jato. E isso ficou mais explícito depois das críticas feitas pelo procurador Deltan Dallagnol a Bolsonaro, criticando sua falta de apoio à pauta do combate à corrupção. Essa crítica fez com que os bolsonaristas passassem a atacar o coordenador da Força Tarefa da Lava Jato nas redes sociais, o chamando de “esquerdista”. As ruas vão mostrar o tamanho desse climão.

Tudo o que sabemos sobre:

Lava JatoLei de Abuso de Autoridade