Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Manifesto de mulheres contra o fim de cotas femininas

Equipe BR Político

O Grupo Mulheres do Brasil, presidido por Luíza Helena Trajano, também contestou, assim como a ex-ministra Marina Silva e o senador Fabiano Contarato (Rede-ES), o projeto que acaba com cotas para mulheres na política do senador Angelo Coronel (PSD-BA). “Em que pese a boa intenção de seu autor, entendemos que a proposição vai de encontro aos valores de representação democrática e justiça social”, diz o manifesto assinado pela empresária, e divulgado na tarde de quarta, 3, que destaca ainda a “inconstitucionalidade” da medida. O coletivo reúne cerca de 30 mil mulheres.

Sob o efeito “laranjal” da última eleição, o parlamentar baiano alega que alguns partidos obrigam mulheres a participar das eleições apenas para o cumprimento do porcentual de 30% de candidaturas femininas. Ele, no entanto, pediu o adiamento da discussão por estar hospitalizado.