Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Mansueto: ‘Reforma não é suficiente para cumprir teto de gastos’

Equipe BR Político

Na avaliação do secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, a reforma da Previdência, recém-chegada no Senado, não é o suficiente para garantir que o governo cumpra o teto de gastos, ela apenas retarda a velocidade de crescimento da despesa com o sistema previdenciário. Ele adianta que no primeiro ano, a economia garantida a partir da reforma é muito pequena. “A despesa com Previdência vai crescer mais de R$ 40 bilhões em 2020 mesmo com a reforma. Não é suficiente para cumprir o teto do gasto. O governo vai ter que adotar outras medidas”, afirmou em entrevista ao Estadão.

Entre as ações que o governo pretende tomar nos próximos três anos para conter as despesas, ele defende a suspensão dos concursos e o congelamento de salários dos servidores públicos para conseguir cumprir as regras fiscais. “Não haverá espaço para aumentos generalizados. Estamos ainda numa conjuntura muito difícil. O que o governo arrecada não é suficiente para pagar suas despesas desde 2014. No melhor cenário, o governo voltará a ter superávit (resultado positivo) apenas em 2022”, disse.