Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Márcia, mulher de Queiroz, é considerada foragida

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Apesar de não confirmar oficialmente por causa do sigilo imposto ao caso, o Ministério Público do Rio já considera Márcia Oliveira de Aguiar, mulher de Fabrício Queiroz, foragida. Ela foi alvo de mandado de prisão nesta manhã, mas não estava em casa, informa Caio Sartori, do Estadão.

O ex-assessor Fabrício Queiroz após ser preso em Atibaia

O ex-assessor Fabrício Queiroz após ser preso em Atibaia Foto: Sebastião Moreira/EFE

Assim como Queiroz e as filhas, Márcia também trabalhou no gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio, a Alerj, no período investigado. Estaria, portanto, ligada ao esquema de rachadinha. Fabrício Queiroz foi preso nesta manhã de quinta, 18, em operação da Polícia Civil e do Ministério Público de São Paulo.

O juiz Flávio Itabaiana Nicolau, da 27ª Vara Criminal do TJ do Rio, que decretou a prisão preventiva do casal, afirmou em sua decisão que Márcia, enquanto solta, poderia atrapalhar as investigações das rachadinhas, citando mensagens em que ela comparava o marido a um bandido “que tá preso dando ordens aqui fora, resolvendo tudo”, informa O Globo.

Queiroz já deixou claro que ele poderia assumir as responsabilidades dos crimes a ele atribuídos, desde que sua mulher e filha fossem poupadas, segundo a Folha.