Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Marina aponta ironia em fala de Salles sobre etanol

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, em uma série de publicações criticando o posicionamento de ministros do governo em relação a medidas ambientais, apontou uma ironia no timing da fala do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que citou o etanol como prova de que o Brasil seria “um dos países que mais preserva o meio ambiente no mundo”. 

A ex-candidata à Presidência Marina Silva

A ex-ministra do Meio Ambiete Marina Silva Foto: Hélvio Romero/Estadão

“O ministro Salles fez uma apologia ao etanol brasileiro. No entanto, mesmo com a grande quantidade produzida no Brasil, principalmente agora em função da diminuição do consumo em razão da pandemia, o governo escancarou o mercado brasileiro para o etanol americano”, afirmou a ex-ministra. 

A fala de Salles ocorreu na sexta-feira, 18, em entrevista à Jovem Pan. Uma semana antes, o governo havia renovado a concessão de tarifa zero para a exportação de etanol dos Estados Unidos ao Brasil. A questão é sensível para a campanha à reeleição do presidente americano Donald Trump. 

Marina criticou outros posicionamentos recentes de ministros, como a do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, de que os incêndios na Amazônia e no Pantanal teria origem natural. “O governo não tem nenhuma vergonha em explicitar sua postura anticientífica. É um show de horrores”, escreveu a ex-ministra sobre a fala.