Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Marina: ‘Presidente não cansa de mostrar seu grau de insensibilidade’

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

A ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva criticou a fala de Jair Bolsonaro sobre as quase 100 mil mortes pelo coronavírus, durante sua live semanal. Para ela, o presidente demonstrou insensibilidade, mais uma vez, em relação às mortes causadas pelo novo coronavírus no Brasil.

A ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva. Foto: Nilton Fukuda/Estadão

“Chegamos à marca triste e revoltante de quase 99 mil mortes por covid-19 no Brasil. O presidente Bolsonaro, que deveria tomar medidas efetivas para conter essa tragédia, levanta suspeita sobre os números e diz que pode haver uma tentativa de levar pânico pra população”, disse a ex-senadora, nesta sexta-feira, 7, pelo Twitter.

“Volta a fazer propaganda da cloroquina, um remédio sem eficácia e com efeitos cardíacos e hepáticos, e defende que médicos receitem o medicamento fora da bula. O presidente não se cansa de demonstrar seu grau de insensibilidade e desrespeito com a dor e a vida das pessoas, ao se referir à tragédia de forma apressada e totalmente displicente, ‘a gente lamenta todas as mortes, vamos chegar a 100 mil mortos, mas vamos tocar a vida’”, criticou Marina.

“Já perdemos milhares de vidas de familiares queridos. Milhões perderam seus empregos. A credibilidade internacional do Brasil está em frangalhos. Enquanto isso, o presidente, com indiferença atroz, sofisma dizendo que fez ‘o possível e o impossível para salvar vidas’”, lamentou a política da Rede.

Tudo o que sabemos sobre:

Marina SilvacoronavírusJair Bolsonaro