Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Marinho conta com MDB contra contaminação

Equipe BR Político

O temor de que os reflexos da prisão do ex-presidente Michel Temer alcancem a reforma da Previdência começa a dar seus sinais, mesmo entre aqueles que dizem nunca ter visto um “clima tão favorável” no Congresso para a tramitação do texto. O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, afirmou em entrevista à Rádio Bandeirantes do Rio Grande do Sul que espera que o MDB saiba separar a prisão das discussões da reforma.

“Estive com a bancada do MDB na quarta-feira e sei que eles vão saber separar o processo. Mesmo porque a prisão de Temer não é ação do governo, é uma ação do MPF do Rio de Janeiro, não há nenhuma interferência do governo”, afirmou na entrevista. Segundo ele, agora os “ânimos estão exaltados” no Congresso, reconhecendo que a prisão de Temer “não é um fato corriqueiro”.

Tudo o que sabemos sobre:

Michel TemerRogério Marinhoprisão