Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Marinho defende contribuição feita por militares

Equipe BR Político

O secretário da Previdência, Rogério Marinho, destacou há pouco a contribuição que os militares estão dando para reforma da Previdência. Ele reforçou a ajuda dos militares ao ser questionado, durante entrevista à Rádio Jovem Pan, sobre se o presidente, Jair Bolsonaro, não teria tido um discurso mais rígido com o cidadão comum e mais complacente com as Forças Armadas.

Marinho defendeu os militares, alegando que suas atribuições são definidas pela Constituição Federal e disse que os 20 milhões de trabalhadores que contribuem para a Previdência terão suas respectivas alíquotas previdenciárias reduzidas. O secretário voltou a rebater as críticas que o governo recebeu por ter proposto na minuta da reforma a antecipação do pagamento de R$ 400 do BPC para os idosos pobres com idade de 60 anos. “Para quem ganha R$ 10 mil por mês, R$ 400 não é nada, mas para quem não tem renda, faz uma grande diferença”, disse o secretário.