Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Marinho faz ‘live’ com TCU para defender projetos

Vera Magalhães

Exclusivo para assinantes

O ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), alvo de oposição interna no governo por parte de Paulo Guedes (Economia), está se mexendo para construir apoio externo aos projetos de sua pasta.

Marinho lançou um boletim, que distribui pelas redes sociais e por WhatsApp, com as realizações do ministério. Nesta segunda-feira, participa de uma teleconferência, juntamente com secretários do ministério, funcionários da Caixa Econômica Federal e ministros e técnicos do Tribunal de Contas da União para convencer o órgão de controle da viabilidade das propostas da pasta.

A menina dos olhos de Marinho é o Pró-Brasil, plano de obras de infra-estrutura em várias áreas estimado em R$ 184 bilhões, e apelidado pelo entorno de Guedes de “PAC do Marinho” ou “Plano Dilma 3”, mas que conta com a simpatia de Jair Bolsonaro e da ala militar do governo.

Mas na reunião com o TCU, ele focou em investimentos em habitação, com a reestruturação do Minha Casa Minha Vida, e saneamento básico. São também as duas frentes em que o ministro costura a apresentação de emendas extras ao Orçamento de 2020 da ordem de R$ 8 bilhões, algo que também contrariou o ministro da Economia e seu ex-chefe.