Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Martinho da Vila despreza presidente da Fundação Palmares

Equipe BR Político

Após ser chamado de “vagabundo” pelo controverso novo presidente da Fundação Palmares, o músico Martinho da Vila afirmou que o racismo é uma doença da qual Sérgio Nascimento de Camargo está em estado terminal. O cantor afirmou ao Globo que não vai tomar nenhuma medida legal contra Camargo, que mandou o artista “voltar para o Congo”. “Não porque ele é desprezível, maluco, imbecil, e eu estaria dando muita atenção. Se ele tivesse uma opinião balizada, fosse respeitável, eu poderia até tomar uma atitude, mas deixa para lá. Ele tem tão pouca cultura que nem sabe que existe mais de um Congo na África! Quer me mandar para o Congo? Qual deles? Todo mundo sabe que eu sou trabalhador. Vagabundinho vai lançar livro “A matriarca Tersa de Jesus”, sobre a minha mãe, pela eitora Malé, em maio. Cheguei hoje (quinta) de um show no STF em Brasília e amanhã (sexta) vou para o Uruguai fazer um show em Rivera. Mas prefiro ignorá-lo.”