Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

MDB e o peso eleitoral da Justiça (1)

Marcelo de Moraes

Processos e prisões contra alguns dos principais políticos do MDB deverão ter alto custo para o partido nas próximas eleições. No Rio, por exemplo, terminará a hegemonia liderada por Sérgio Cabral, preso e condenado a mais de 100 anos, e mantida por Luiz Fernando Pezão.

A bancada de oito deputados federais e 15 estaduais vai encolher. Em 2014, Eduardo Cunha, que está na cadeia, foi o terceiro mais votado no Estado com 232 mil votos. Celso Jacob, também preso, teve 36 mil. Sem falar em Jorge Picciani, o todo poderoso da Assembleia Legislativa, que teve 76 mil votos para deputado estadual e também passou pela prisão. /M.M.

Tudo o que sabemos sobre:

MDB