Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

MEC demite coordenadores

Vera Magalhães

O Ministério da Educação demitiu coordenadores da equipe de alfabetização da pasta nesta quinta-feira, depois de um relatório de uma comissão técnica da Câmara apontar inoperância e ineficiência do ministério nos gastos e na implementação de políticas públicas. A lista dos demitidos, segundo informa o Estadão, é encabeçada pelo psicólogo Renan Sargiani, defensor do uso do método fônico na alfabetização.

O incremento da alfabetização foi incluído na lista de prioridades dos 100 dias do governo Jair Bolsonaro, mas até agora não foram definidas metas nem o planejamento para alcançar esse objetivo. O método fônico, defendido num documento genérico, é controverso: as cidades que têm melhor desempenho em alfabetização mesclam esse sistema e o tradicional, por meio da escrita.

Depois do relatório da Câmara, o ministro Abraham Weintraub deu uma ordem para que a pasta gaste para demonstrar que não existe paralisia.