Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Médicos sem Fronteiras atende moradores de rua de SP

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A organização internacional Médicos sem Fronteiras informa que atendeu 278 pessoas em situação de rua, migrantes e refugiados, usuários de drogas e pessoas privadas de liberdade para detecção de casos de coronavírus em São Paulo. Nos primeiros dias de trabalho, 37 deles apresentaram sintomas suspeitos da covid-19 e três foram encaminhados a hospitais. Também são oferecidas orientações de higiene e distanciamento social. As equipes também vão atuar em albergues e prestarão atendimento em locais da região central de São Paulo por onde circula a população mais vulnerável.

“Estamos trabalhando para oferecer assistência a essas populações, já que a pandemia tende a acentuar a marginalização e exclusão à qual elas já estavam submetidas”, diz a médica Ana Leticia Nery, coordenadora do projeto de MSF em São Paulo. “Precisamos garantir que os mais vulneráveis sobrevivam a esta crise de saúde sem precedentes”. O Estado registra 304 mortes em razão do novo coronavírus, com 4.866 casos de infecção. Na capital, o número de óbitos chegou ontem a 244.

Notícias relacionadas

Tudo o que sabemos sobre:

MSFcoronavírusSão Paulomoradores de rua