Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Veto para acalmar ambientalistas?

Equipe BR Político

Na avaliação do relator da Medida Provisória (MP) da Liberdade Econômica, deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), um dos vetos do presidente Jair Bolsonaro ao texto, o que criava um tipo de autorização para funcionamento de empreendimentos que poderia, na prática, servir como uma modalidade de licença ambiental automática, foi feito para acalmar os ambientalistas.

Jerônimo Goergen (PP-RS), relator da Medida Provisória (MP) da Liberdade Econômica

Jerônimo Goergen (PP-RS), relator da Medida Provisória (MP) da Liberdade Econômica. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Ele disse que o veto não lhe trouxe incômodo, na medida em que sinaliza uma disposição do governo em debater as questões ambientais, que nesses primeiros meses têm custado caro ao Planalto.

“Como nós estamos num debate mundial sobre meio ambiente, eu não me importo que isso seja usado como um gesto para acalmar mundialmente esse debate que está sendo feito em relação ao Brasil”, afirmou o relator ao site Congresso em Foco.