Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Melhor parar de medir forças

Equipe BR Político

Se o governo quer realmente tirar o País da UTI, é aconselhável que pare de tentar medir forças com o Congresso. Esse é o conselho do colunista Leandro Colon em artigo na Folha nesta segunda-feira, 27. Nesse sentido, segundo ele, as manifestações de ontem, são incapazes de contornar a maior fragilidade da gestão Bolsonaro: a relação com o Congresso. É preciso lembrar que sem eles, Jair Bolsonaro não vai a lugar algum.

“Guedes e Moro são os fiadores políticos do governo. Bolsonaro perderá prestígio e musculatura se um dia ficar sem um deles ou ambos. Embora finja que não, o presidente sabe que, em um cenário hipotético de catástrofe política, as ruas, por si sós, não são suficientes para sustentá-lo”, escreveu.