Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Membro do PCC cita ‘diálogo cabuloso com o PT’

Equipe BR Político

A Polícia Federal grampeou, no âmbito da Operação Cravada, conversas entre integrantes do PCC em que um dos membros da organização criminosa afirma que a facção tinha um “diálogo cabuloso” com o PT e faz críticas ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, de acordo com o Blog do Fausto.”Com nois já não tem diálogo, não, mano. Se vocês estava tendo diálogo com outros, que tava na frente, com nois já não vai ter diálogo, não. Esse Moro aí, esse cara é um filha da puta, mano. Esse cara aí é um filha da puta mesmo, mano. Ele veio pra atrasar”, diz Alexsandro Roberto Pereira, conhecido como “Elias”, ao criticar a falta de abertura que teriam com Moro.

Logo após criticar Moro, o criminoso faz comentários elogiosos sobre o suposto “diálogo” que a facção teria com o PT . “Ele começou a atrasar quando foi pra cima do PT. Pra você ver, o PT com nois tinha diálogo. O PT tinha diálogo com nois cabuloso, mano, porque… situação que nem dá pra nois ficar conversando a caminhada aqui pelo telefone, mano. Mas o PT, ele tinha uma linha de diálogo com nois cabulosa, mano”, explicou Elias, em conversa com André Luiz de Oliveira, conhecido como “Salim. Nesta sexta-feira, 9, a PF deflagrou uma operação em quatro Estados para desarticular o braço financeiro, responsável por organizar esquemas de lavagem de dinheiro, de uma facção criminosa com atuação dentro e fora dos presídios. Segundo a PF, o esquema envolvia integrantes do Primeiro Comando da PCC.

 

Tudo o que sabemos sobre:

PCCPTsergio morodiálogo cabuloso