Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Memórias vertiginosas

Equipe BR Político

“Era 1970 e eu tinha 18 anos. Fiquei preso por vários meses e fui processado na Justiça Militar por crimes contra a segurança nacional. Uma história pouco original: fui um entre tantos jovens movidos pelos ideais de um mundo melhor que a revolução parecia oferecer”, escreveu o economista Persio Arida na Piauí.

O colunista faz um detalhado relato dos meses em que passou na prisão depois de ser preso por militares por conta de seu envolvimento com uma organização de esquerda, a Vanguarda Armada Revolucionária-Palmares. Quarenta anos mais tarde, Arida escreve sobre política, prisão, AI-5 e tortura.

Tudo o que sabemos sobre:

Persio Aridaprisãoditadura militar