Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Mendonça quer investigação por charge contra Bolsonaro

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro da Justiça, André Mendonça, quer o Ministério Público e a Polícia Federal investigando uma charge contra Jair Bolsonaro. O ex-advogado-geral da União, que tem sido criticado pela ala ideológica dos apoiadores do presidente desde que entrou no lugar de Sérgio Moro, avisou que pediu apuração contra o jornalista Ricardo Noblat e o chargista Renato Aroeira por um desenho. Na imagem, divulgada por Noblat em seu Twitter, Bolsonaro aparece alterando a cruz vermelha, símbolo de hospitais, para uma suástica, representação do nazismo.

“O pedido de investigação leva em conta a lei que trata dos crimes contra a segurança nacional, a ordem política e social, em especial seu art. 26”, afirmou o ministro. Antes, a Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom), chefiada por Fábio Wajngarten, usou seu perfil oficial para afirmar que o jornalista e o chargista cometiam uma “falsa imputação de crime” contra o presidente da República.

“O senhor Ricardo Noblat e o chargista estão imputando ao Presidente da República o gravíssimo crime de nazismo; a não ser que provem sua acusação, o que é impossível, incorrem em falsa imputação de crime e responderão por esse crime”, escreveu a Secom.