Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Mesmo com possíveis apoios, MDB ainda teria menos votos que Pacheco

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

O MDB, após definir que sua candidata para a presidência do Senado será Simone Tebet (MDB-MS), terá de correr atrás de votos caso queira impedir a vitória de Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Na coletiva de imprensa após sua confirmação na disputa, Tebet falou em iniciar conversas com quatro siglas: Podemos, PSL, PSDB e Cidadania. Isso daria para a senadora 36 votos, contando com a bancada de seu partido e desconsiderando possíveis dissidências.

Mesmo com estes votos, Pacheco ainda estaria na frente. Atualmente, o senador mineiro conta com sete partidos ao seu lado: DEM, PSD, Republicanos, PL, PT, Pros e PSC. Deve ganhar nesta quarta-feira, 13, apoio do PP. Isso dá a ele 38 votos. O necessário para vencer a disputa são 41.

Caso o tabuleiro se desenhe dessa forma, apenas três partidos restariam: PDT (3 senadores), Rede (2 senadores) e PSB (1 senadora). Pacheco precisaria conquistar mais três votos e Tebet precisaria de mais cinco.

Tudo o que sabemos sobre:

Simone TebetRodrigo PachecoMDBDEMsenado