Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Mestrado e doutorado asfixiados

Equipe BR Político

Os cortes de R$ 7,4 bilhões do MEC já começam a ser sentidos nos cursos de mestrado e doutorado das universidades federais. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) vai congelar neste semestre bolsas que estão ociosas e reduzir aquelas que são concedidas em instituições mal avaliadas, o que deve causar uma asfixia nos programas de pesquisa. Além do aperto na distribuição de bolsas, a Capes vai precisar cancelar programas, como o Idiomas Sem Fronteiras.

Será preservado neste primeiro momento o pagamento de bolsas para formação de professores de educação básica. Atualmente, são 107.260 bolsistas. Nos registros da Capes, havia em fevereiro deste ano 92.253 bolsistas na pós-graduação. Os auxílios repassados estão há anos sem reajuste. Para mestrado, o valor mensal é de R$ 1,5 mil; para doutorado, é de R$ 2,2 mil. Associações das áreas de ciência e educação devem começar hoje a se mobilizar para reverter bloqueios no Congresso, segundo o Estadão.

Tudo o que sabemos sobre:

mestradodoutoradoMECcortesasfixia