Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Militar nomeado para comissão já foi atacado por Olavo

Equipe BR Político

Escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para ser um dos quatro novos membros da Comissão de Mortos e Desaparecidos, o coronel reformado Weslei Maretti já foi alvo de ataques do escritor Olavo de Carvalho. Em 2015, Maretti escreveu, em um site dedicado a exaltar o golpe de 1964, que era fácil para Olavo incitar uma “revolução militar” morando nos EUA.

Em resposta, recebeu ofensas públicas do escritor. “Bem se vê que o coronel é diplomado em ciência política por universidade brasileira”, disse o guru bolsonarista. “Um imbecil diplomado é um perigo para a sociedade. Diplomado e fardado, perigo duplo”, de acordo com o Painel da Folha.