por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Militares, um empecilho para a tirania?

Em artigo na Folha nesta sexta-feira, 26, o colunista Reinaldo Azevedo escreve sobre o embate entre o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) e o vice-presidente, general Hamilton Mourão. Para ele, ambos protagonizam uma disputa entre o populismo autoritário e a democracia liberal. “Embora Mourão não seja estranho à ideia da tutela que os militares ambicionam ter da sociedade civil, marcadamente desde o golpe da República, seu conservadorismo reserva um lugar às instituições”, escreve.

No comentário, o jornalista sugere que depois da eleição, os Bolsonaros perceberam que os militares seriam um empecilho para o exercício da tirania.