Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Milton Ribeiro diz que jovens sem fé são ‘zumbis existenciais’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

No lançamento de um programa do governo de prevenção do suicídio e da automutilação, da gravidez na adolescência, do consumo de drogas e de combate à violência contra populações vulneráveis nesta quinta-feira, 10, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, atribuiu o aumento de doenças mentais à “perda de referencial” por jovens e à “desconstrução deliberada de tudo, sem colocar nada no lugar”. “Não há mais juventude que acredite nas coisas como Deus, política, religião e família”, disse. “Temos hoje no Brasil, motivados, creio eu, por essa quebra de absolutos e certezas, verdadeiros zumbis existenciais. Não acreditam mais em nada, desde Deus e política, não tem mais nenhuma motivação.”

O ministro da Educação Milton Ribeiro

O ministro da Educação Milton Ribeiro Foto: Eli Lope Meira/IPB

O ministro, que é professor universitário e pastor presbiteriano, ainda criticou livros didáticos distribuídos por gestões passadas do MEC e disse que alguns “valores” não devem ser tratados “na infância ou adolescência”. “Os alunos mal sabiam ler e compreender o que liam. Como ter espírito crítico se não dispõe de ferramenta mínima para dispor dessas opiniões?”

A cerimônia ainda contou com a crítica da ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, à discussão no Congresso para liberar o plantio de cannabis no Brasil para a produção de remédios. “Abre o olho, tem uma galera aí querendo liberar maconha. O senhor sabe que desencadeia suicídio. Abre o olho no Congresso Nacional. Tá dado o recado”, disse a ministra aos parlamentares.

O programa lançado nesta quinta pretende promover cursos a distância e palestras para professores de escolas públicas e privadas, líderes religiosos, profissionais de conselhos tutelares e movimentos sociais que lidam com crianças e adolescentes. O governo não divulgou o orçamento para estas ações.

Tudo o que sabemos sobre:

Milton Ribeirogovernojovens