Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Minha Casa Minha Vida tem dinheiro só até junho

Equipe BR Político

Em audiência pública na Câmara, o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, afirmou nesta quarta-feira, 24, que a pasta só tem recursos para arcar com o programa Minha Casa Minha Vida até junho. “Só temos recursos orçamentários para seguir até junho, uma vez que nosso limite de empenho foi reduzido. A situação é emblemática e por isso estamos trabalhando junto ao Ministério da Economia e Casa Civil para seguirmos com o programa. Precisamos de ampliação do limite orçamentário”, disse. Segundo o ministro, o governo deve enviar ao Congresso até o dia 8 de julho um projeto para alterar a lei do programa. As mudanças ainda estão em discussão com o Ministério da Economia, mas devem tratar de alterações nas regras de financiamento e da regionalização do programa, apontou o ministro.

De acordo com Canuto, a pasta teve um aporte de R$ 800 milhões nesta semana para garantir a execução do programa em abril, maio e junho – já havia recebido R$ 900 milhões para as contratações feitas até novembro de 2018. O ministro disse ainda que a pasta precisa de um aporte de R$ 1,5 bilhão para garantir o funcionamento do MCMV até o fim do ano.