Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Ministério da Saúde nega que vá ‘confiscar vacinas’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O Ministério da Saúde, comandado pelo general Eduardo Pazuello, negou que tenha um plano de “confiscar” vacinas adquiridas pelos Estados, como é o caso da Coronavac em São Paulo. Em nota, a pasta diz que “em nenhum momento se manifestou sobre confisco ou requerimento” dos imunizantes que forem adquiridos pelos entes da Federação.

A posição do ministério vem horas depois do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, afirmar em uma rede social que teria sido informado que todas as vacinas seriam “requisitadas, centralizadas e distribuídas pelo Ministério da Saúde”. E que nenhum “Estado faria politicagem” com os imunizantes. Foi o governador goiano que informou que o Planalto estaria preparando uma medida provisória sobre o assunto.