Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Ministério encerra contrato com agência que fez relatório sobre ‘detratores’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O Ministério da Economia encerrou o contrato com a BR+ Comunicação, responsável por elaborar uma lista onde jornalistas, economistas e cientistas políticos apareciam como “detratores” do governo. O contrato era válido até 31 de dezembro deste ano, mas a pasta controlada por Paulo Guedes optou por antecipar o encerramento do Termo de Execução Descentralizado (TED). Como revelou o UOL na última semana, a agência foi responsável por elaborar, a pedido da pasta, uma lista de influenciadores e os classificar como “detratores” ou “favoráveis”. O valor total do contrato poderia chegar a R$ 2,7 milhões, mas segundo o ministério foi pago apenas R$ 1,311 milhão.