Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ministro da Defesa deverá ser o 1º convidado para debater reforma de militares

Gustavo Zucchi

O relator da reforma previdenciária dos militares, Vinícius Carvalho (PRB-SP), deverá sugerir, logo após a instalação da comissão especial que votará o texto, a convocação do ministro da Defesa, Fernando Azevedo, e dos comandantes do Exército, Edison Leal Pujol, da Aeronáutica, Antônio Carlos Bermudes, e da Marinha, Ilques Barbosa Junior, para debater sobre o projeto. A expectativa, por causa do tempo regimental, é de que até o final de setembro o relatório seja votado na comissão, que é conclusiva (portanto, o texto irá direto para o Senado, sem passar pelo plenário).

Ao BR18, Carvalho disse que irá lutar para que o texto não sofra alterações, mesmo com possíveis pressões de entidades ligadas aos militares. Ele crê que até 2039 a reforma pode conseguir uma economia de R$ 33 bilhões. A comissão especial foi instaurada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, nesta terça-feira, 13, e terá sua primeira reunião nesta quarta./G.Z.