Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ministro da Defesa diz que ‘somos País pacífico’ depois de fala de ‘pólvora’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Depois que o presidente Jair Bolsonaro falou em “usar pólvora” contra os Estados Unidos em resposta a pressões de Joe Biden sobre a preservação da Amazônia, o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo, afirmou nesta sexta-feira, 13, que “somos um País pacífico”. A fala do presidente não foi levada a sério por militares do governo, mas já gerou críticas de nomes importantes no País na área, como o general Santos Cruz.

O minsitro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva

O minsitro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva Foto: Dida Sampaio/Estadão

“Nós somos um País pacífico, em busca da paz sempre, mas não existe país pacífico sem ser forte, é uma condição que a história ensinou”, disse o ministro. Azevedo também disse que o Brasil tem como princípio a “não intervenção” durante a abertura de um seminário com os comandos das Forças Armadas. O ministro afirmou que militares devem estar diretamente envolvidos nas relações internacionais por obrigação legal, “o que pouca gente lembra”, disse.

O ministro ainda disse que, apesar de ter um território equivalente ao de dezenas de países europeus, o Brasil conta apenas com “uma Marinha, um Exército e uma Aeronáutica”.